Tags

te vejo parada em frente à tabacaria do shopping
analisando com os olhinhos fechados a vitrine impossível
pensando nos jogos de xadrez e nos baralhos
nos copinhos de shot e nas quinquilharias que ficariam tão bonitas
[no aparador da sala em cima da toalhinha de crochê
na vontade

desce a escada rolante suspirosa
com duas sacolas nas mão direita
sai ao ar frio da noite sem estrelas que fazia lá fora
dilacerando o tempo com as unhas compridas e vermelhas,
como queria dilacerar
algumas vontades e ideias e pessoas

na vitrine da tabacaria
um pôster, um samurai, um harakiri
adagas, punhais e outras armas brancas
caríssimos, expostos sobre o veludo roxo

Anúncios